Caravana

Rumo ao Litoral Norte de São Paulo

Neste fim de semana a Biblioteca de Ritmos foi até a região do Litoral Norte paulista para saber um pouco mais sobre algumas manifestações rítmicas brasileiras.
Viagem de 4 horas e meia , em uma estrada linda até Parati aonde conversamos com dois mestres de ciranda.
A ciranda de lá e bem diferente da ciranda do nordeste. Mais rápida e com uma batida de pandeiro muito técnica. Nesse molho ainda entram a viola, a rabeca e os instrumentos de percussão. No caso, mestre Verino do grupo “Coroas Cirandeiros de Parati”, toca uma “bandola”, que é tipo um bandolim, só que maior. Usa a mesma afinação também.
O pandeiro também é chamado de “adufo”, como podemos ver no fandango paranaense. Acontece que a Ciranda, em Parati, assim como no litoral norte, é considerada uma “miudeza”, dançada ao longo do “xiba” (ou chiba), fandango local.
Depois fomos até Tarituba, aonde conhecemos o pessoal do grupo Ciranda de Tarituba, que nos falou um pouco mais sobre a ciranda, o chiba e o cateretê. Grupo emocionado de suas origens, consegue, à muito esforço, manter as tradições de seus ritmos, sua folia de reis, sua “xiba”.
Conhecemos também o Mário Ricardo de Oliveira o Mário Gato, caiçara de Ubatuba, aonde o encontramos, pesquisador, fandangueiro, rabequeiro que constrói seus próprios instrumentos e ensina as pessoas da regiao a fazerem o mesmo.
À noite, antes de ir à um “xiba”, uma festa muito simples aonde se iria tocar e dançar um pouco, conhecemos mestre Benedito, tocador de viola, morador do sertão do Puruba, que falou sobre os bailes todos, a “xiba”, a cana-verde, e o mais bonito de todos, na minha opinião: São Gonçalo. Mestre Benedito contou que a dança de São Gonçalo dura mais de quatro horas e é sempre feita em devoção. Nunca pra festejar ou simplesmente por desejo, mas pra pagar uma promessa, um pedido feito ao santo.
Dirigimos mais de 1000 quilômetros por várias quebradas ao longo da costa entre Parati e Ubatuba, passando por Tarituba, Sertão do Puruba, Praia Vermelha, Piriquiçaba, Parati… vejam os vídeos e as fotos. Divirtam-se conosco. Vou falar uma coisa aqui em segredo: esse trabalho é demais!!!!

Ritmo: , , , , ,

4 respostas a Rumo ao Litoral Norte de São Paulo

  1. bia disse:

    parabens e bom trabalho

  2. Raimundo B de Souza disse:

    este trabailho vm na hora exata, precismos de pessoa com este espirito de resgatar os ritimos brasileiros que fazem parte da nossa cultura de a a norte dos quatros canto do brasil, não podemos deixa que ritimos de foram venham tumar conta do nosso pais, esses inportados queso tem fins comerciais os ritimos brasileiros represemtam cos costumes, habito de vida de cada região , do nosso povo senprevinculam uma diversidade, incluindo a religião as diversões, como danças comidas tipicas, isso e inportante os jovem precisam acordarem e valorizarem o que termos e para de ficar dando prestigio a s coisas que não tem nada ha ver com nosso pais, precis ver que esse pais e rico em cultura, precisa ser e divulgado e valorisado estar de parabens o criador desse saite dessa biblioteca, de ritimos porque estava faltando vamos em frente sou fan do que brasileiro e gosto do nosso ritimos de verdade, e e coisa nossa.

    • Biblioteca de Ritmos disse:

      Raimundo, que bom que você gostou meu bom. É pra gente mesmo. Ajude divulgando. O site é gratuito e 100% brasileiro. abraço forte!

Deixe um comentário, participe!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*