Ritmo:

Folia do Divino

FOLIA DO DIVINO. Originária de Portugal, onde se dançava em ritmo acelerado, com o acompanhamento de cantos, pandeiro e adufe. No Brasil, ganhou modos típicos diferentes. Um grupo de homens, utilizando símbolos de sua devoção, acompanha com cantos os festejos do Divino Espírito Santo desde a véspera. A Folia contempla o sagrado e o profano, implorando a proteção divina. O cortejo da procissão é formado pelo rei, pajem, alferes, mordomos, fidalgos. O rei leva uma varinha enfeitada com fitas de seda e flores artificiais, como se fosse o cetro, o alferes carrega a bandeira com o Espírito Santo representado por uma pomba, pintada ou desenhada, o pajem conduz a coroa e os fidalgos os instrumentos musicais, quando utilizados. Diferente de Portugal, no Brasil o cortejo pede esmolas para a festa do Divino (Folia do Espírito Santo) ou para a festa dos Santos Reis Magos (Folia de Reis). A Folia do Divino manifesta-se em diversas regiões brasileiras. A Biblioteca de Ritmos documentou a apresentação musical desta Folia, através da exibição de um músico especializado neste ritmo.

Dados sobre Folia do Divino

Os comentários estão encerrados.